Quarta-feira, 19 de Outubro de 2016

Ourofino possui o único anti-inflamatório brasileiro à base de meloxicam para bovinos, equinos e suínos

Maxicam 2% integra uma lista completa de produtos da indústria farmacêutica para o tratamento de processos inflamatórios

Inflamação, você sabe o que é e como tratar? O primeiro passo é compreender que processos inflamatórios causam desconforto nos animais, refletindo diretamente na capacidade produtiva. Por isso, para ajudar a garantir uma fazenda rentável, é preciso agir com cautela e conhecimento. Então, anote: inflamação é a resposta do organismo perante a presença de microrganismos ou lesões que podem estar associadas a processos infecciosos, vasculares, imunológicos ou traumáticos.

Porém, quando a resposta inflamatória é exacerbada, o mecanismo de proteção pode tornar-se prejudicial ao próprio organismo. Assim, é importante utilizar anti-inflamatórios em todos os processos inflamatórios que ocorram nos animais, buscando a melhora clínica e o retorno da capacidade produtiva. “A Ourofino possui seis produtos nessa linha: Maxicam 2%, Desflan, Cortiflan, Finador, Diclofenaco 50 e Fenilbutazona. Essa variedade permite selecionar o medicamento com maior potencial de ação para cada afecção, o que torna o tratamento mais eficaz e com menos efeitos adversos”, afirma Bruna Guerreiro, Especialista Técnica em Saúde Animal da Ourofino.

A especialista também destaca que a linha de anti-inflamatórios da empresa é a mais completa do mercado. “Afirmo isso sem dúvidas, e o nosso produto destaque é o Maxicam 2%, o único anti-inflamatório no Brasil à base de meloxicam para bovinos, equinos e suínos. Esse princípio ativo é extremamente interessante devido a sua excelente ação anti-inflamatória associada à alta segurança clínica.”

Acredita-se que esse perfil favorável esteja relacionado à inibição seletiva da enzima COX-2 (associada ao processo inflamatório) em relação à COX-1 (produção de agentes protetores da mucosa gástrica e no sistema renal), enquanto os demais anti-inflamatórios acabam inibindo, simultaneamente, as duas enzimas, o que pode provocar sérios efeitos adversos.

Estudos foram realizados em parceria com a UNESP Jaboticabal para avaliar a eficácia do Maxicam 2% para tratamento do edema de úbere em vacas de alta produção. Foram utilizadas 34 fêmeas da raça Holandesa que apresentavam edema de úbere no momento do parto, das quais 17 receberam duas aplicações de Maxicam 2% (no momento do parto e 24 horas após) e 17 não receberam nenhum tratamento (grupo controle).

“A partir do primeiro dia após o tratamento, os animais que receberam o medicamento da Ourofino já apresentaram redução evidente no edema de úbere. Podemos concluir com esse estudo que a administração intramuscular de duas aplicações de Maxicam 2% pode abreviar o período de regressão do edema após o parto e minimizar os prejuízos associados. Hoje, nosso produto de eleição para tratamento de edema de úbere é o Maxicam 2%”, explica Bruna.

Ourofino possui o único anti-inflamatório brasileiro à base de meloxicam para bovinos, equinos e suínos

Compartilhe esta notícia:

Confira outras Notícias